DIÁLOGO ESPÍRITA – Sentimento de culpa

Geralmente as pessoas não dão maior valor sobre este sentimento.

Entretanto é um sentimento nocivo que gera sérias dificuldades para o portador e muitas vezes a pessoa fica incorporada com as dificuldades geradas pelo sentimento de culpa que nem se apercebe do mal que lhe ocasiona.

Inicialmente este sentimento bloqueia as atividades, tirando o incentivo e a vontade.

Depois, entra a influência de Espíritos malignos, com ideias que o portador julga ser dele próprio, insuflando com pensamentos pessimistas, ampliando o que inicialmente a pessoa colocou sobre si mesmo.

Nesta ampliação projetada por pensamentos negativos do Espírito maligno, surgem ideias como: Eu não vou conseguir; isto é muito difícil; eu não tenho capacidade para tanto; os outros vão me passar para trás; eu sou um zero à esquerda; eu nunca posso; sempre aparece um mais inteligente do que eu; vou passar a vida inteira sem conseguir.

Como consequência a pessoa fica cada vez mais desanimada, sem autoestima, angustiada, aflita, partindo para a depressão.

A depressão vai se aprofundando chegando ao pensamento suicida e se não houver uma interrupção, pode chegar até ao suicídio.

A depressão é uma doença da alma, isto é, o afastamento da criatura do criador.

Há necessidade de renovar a sua fé, utilizar a ferramenta da Prece, exercer a prática do bem, eliminar o sentimento de culpa, colocando-o apenas como mais uma experiência de vida que não foi boa e deverá se evitar no futuro, além de contatar com psicólogos e psiquiatras.

Sociedade Espírita Raios de Luz de Tapera (RS)