Foragidos do presídio de Carazinho são presos depois de 72 horas de cerco policial

A Brigada Militar encerrou na noite desta quinta-feira, 07, o cerco policial montando para desmantelar uma quadrilha que aterrorizou a comunidade regional nesta semana. O cerco policial montado depois de um assalto que acabou com quatro homens presos e dois foragidos iniciou na segunda-feira pela manhã e só encerrou por volta de 20 horas da noite, quando os últimos dois integrantes do grupo foram presos.

Luis Diego Pinto e Maicon Douglas Lemos, que são foragidos do presídio de Carazinho foram presos depois de roubar um veículo de uma propriedade na linha Teodoro, interior de Campos Borges. Conforme confessaram aos policiais, eles haviam furtado a caminhonete na linha Bonita, em Alto Alegre e desde a troca de tiros registrada na noite de terça-feira, estão escondidos dentro de valetas e pequenos casebres nas redondezas. Hoje, quando tentaram fugar novamente, foram presos depois de trocar tiros com os policiais.

A Brigada Militar montou um cerco inteligente e com mais de 50 policiais realizou patrulhas por todos os matos e localidades próximas do local aonde eles montaram um acampamento e com a ajuda dos moradores locais, monitoravam locais em que os bandidos não passaram. Depois de diminuir o cerco, os policiais obtiveram êxito nas prisões.

Todas as ações do bando:
Pelo menos cinco homens armados tripulando um veículo VW/Gol de cor branca chegaram no posto de combustível que fica localizado na ERS 223 e que pertence a Cotribá e anunciaram o assalto. Testemunhas relataram que os assaltantes portavam armas longas e estavam encapuzados. Eles exigiram o dinheiro do caixa e fugiram no veículo.

Durante as buscas, polícia e bandidos trocaram tiros no município de Alto Alegre. Após o confronto um criminoso foi preso e um policial foi atingido de raspão no braço. Três assaltantes seguiram em fuga e invadiram uma residência fazendo um casal de idosos como reféns.

Polícias Civis e militares cercaram a casa e uma negociação foi iniciada. Os bandidos que estavam armados exigiam a presença da imprensa para que se entregassem. Após uma longa e exaustiva negociação um dos criminosos se rendeu. Logo depois outro bandido saiu junto com um refém e foi preso. O terceiro criminoso entregou uma arma e também se rendeu.

A polícia efetuou cerco em uma mata nas proximidades pois haviam informações de que, pelo menos, outros dois assaltantes teriam conseguido fugir e estariam embrenhados na mata.

Na manhã de terça, os suspeitos que seguiam em fuga furtaram uma caminhonete Fiat Strada, placas ILD 0201, de Alto Alegre, na Linha Corazza. O veículo foi localizadono início da tarde, abandonado em uma lavoura nas proximidades da Linha Ferrari, interior de Campos Borges.

Pouco tempo depois, três indivíduos que estavam guardando o armamento da quadrilha em uma residência foram presos. Eles foram conduzidos a Delegacia de Polícia de Espumoso para procedimentos administrativos. Com os presos, os policiais encontraram e apreenderam um revólver calibre .22 marca Taurus, uma pistola calibre .22 marca Walther, uma espingarda calibre 12 marca Boito, um carregador de pistola marca Imbel, um carregador de pistola marca Taurus, dois rádios comunicadores marca Motorola, munições diversas, quatro celulares e diversas carteiras de cigarro.

Clic Espumoso