A RAZÃO DA TRAGÉDIA (Diálogo Espírita)

No dia 17 de dezembro de 1961, na cidade de Niterói, foi realizado um evento à tarde no Grau Circo Americano.

Antes do término das atividades, um incêndio rapidamente destruiu todo o circo, provocando a morte de 500 pessoas, sendo a maioria crianças, que morreram queimadas ou pisoteadas por cavalos desesperados.

As autoridades e as pessoas, principalmente os familiares das vítimas estavam inconsoláveis e questionando a Justiça de Deus na morte de tantas inocentes crianças.

Inicialmente devemos compreender que as reencarnações estão interligadas e muitos efeitos que passamos hoje, tem sua causa numa reencarnação anterior.
Humberto de Campos, escritor brasileiro que desencarnou em 1934, pela psicografia de Chico Xavier nos relata que no ano de 177 da Era Cristã, na cidade de Lyon, situada em antiga província romana da Gália (atual França), em que grande número de pessoas, ávidas de crueldade, cooperaram com sinistro plano.

Receberiam um alto funcionário do Império Romano e desejariam oferecer-lhe algo de especial.

E o plano era de levar largas filas de mulheres e criancinhas cristãs dentro da arena onde seriam perseguidas pelas chamas de resinas previamente colocadas, introduzindo de outro lado velhos cavalos que assustados e em disparada pisoteavam as crianças que escapavam do fogo.

Passaram-se os séculos e os organizadores daquele evento cruel estavam novamente reunidos naquele circo.

Não foi injustiça de Deus, mas a Lei de Causa e Efeito agiu automaticamente e em tempo certo, não como punição Divina, mas cada um passou pela experiência para aprender a respeitar o próximo, pois a vida continua como Espíritos Imortais que somos.

(Sociedade Espírita Raios de Luz)