Simon decide não concorrer em 2014

Dono de um dos currículos mais invejáveis entre os políticos brasileiros, detentor de uma história ligada à democracia e às lutas pelas eleições diretas em todos os níveis, o senador gaúcho Pedro Simon (PMDB) decidiu abandonar a vida pública no ano que vem, quando se encerra o seu quarto mandato consecutivo no Senado. O peemedebista considera ter cumprido a sua missão e irá agora se dedicar à família e aos bastidores do seu partido, que define antes do final do ano se concorre ao Palácio Piratini com candidato próprio.

Vereador eleito pela primeira vez em 1954, em Caxias do Sul, sua cidade natal, foi deputado estadual por 16 anos e governador do Estado. Como senador, participou de todas as principais comissões parlamentares de inquérito do Congresso, o que lhe deu destaque nacional. Agora, considera a sua tarefa cumprida e acredita que os jovens que estão nas ruas são a mudança que o país precisa, e que os movimentos populares levarão a democracia brasileira a um outro patamar.

Aos 85 anos, Simon tem feito uma série de exames de rotina. No sábado pela manhã fez uma videocoloscopia e retornou, próximo ao meio-dia, para a sua residência.

Correio do Povo