NÃO-ME-TOQUE – Conselho da Mulher tem nova composição e diretoria

Em virtude de nova composição e encerramento de mandato da diretoria (2017/2019) em reunião ordinária, realizada em 10 de setembro de 2019, foi realizada a eleição da nova mesa diretora e posse dos membros do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher – CMDM para 2019-2021.

O CMDM foi criado há 23 anos, mas foi no ano de 2011 que o órgão colegiado retomou sua composição e suas atividades.

De acordo com o Art. 7° da Lei Municipal nº 4589 de 2015, a diretoria é composta por Presidente, Vice-Presidente, porém o colegiado decidiu por escolher uma secretária para assessorar nas reuniões.
• Presidente: Bruna Pellegrini Grams, representante da OAB, foi reeleita para seu segundo mandato
• Vice-presidente: Carla Sebastiani da Costa, representante da Associação Amigos da Vida
• Secretária: Janaína Heckler Jung, representante da Secretaria de Assistência Social

Ao tomar posse a presidente reeleita agradeceu a oportunidade de participar do Conselho, se propondo a melhorar e incentivar a autonomia e empoderamento das mulheres do município, dando continuidade aos trabalhos realizados em conjunto a Secretaria Municipal de Assistência Social e demais órgãos municipais. “Nossa missão é colaborar com a implementação de políticas públicas para as mulheres em diversos segmentos, seja contra a violência ou por meio do empoderamento feminino, analisando seus direitos”, destacou.

Bruna P. Grams, afirmou que fará uma gestão ainda mais democrática. “Foi um aprendizado ter estado como Presidente na gestão anterior e hoje é uma enorme satisfação em ser reeleita. A nossa luta continuará sendo diária, estamos abertos a críticas e sugestões para fazermos uma gestão participativa que fortaleça nossa caminhada.”

O Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (CMDM) conta com o apoio financeiro da Secretaria de Assistência Social e apoio administrativo e estrutura funcional da Sala dos Conselhos para realizar seus trabalhos.

A responsável pela Sala dos Conselhos, Katiusca de Oliveira lembrou que conforme a legislação “O Conselho serve para possibilitar a participação popular e propor diretrizes de ação governamental voltadas à promoção dos direitos das mulheres, atuando no controle de políticas públicas de igualdade entre os gêneros, assim, como exercer a orientação normativa e consultiva sob os direitos das mulheres no município de Não-Me-Toque”.

Compõe o Conselho as seguintes pessoas e representações: