TAPERA – Legislativo realizou mais uma sessão ordinária

Ontem à noite, o Legislativo taperense realizou mais uma sessão ordinária, a 26ª, dirigida pelo presidente Elias Goulart (PP).

Na Ordem do Dia, apenas uma proposição, a 016, do vereador Ritter (PTB), pedindo ao Executivo Municipal a pintura de faixas de segurança próximas às escolas do município, aprovada por unanimidade.

A proposição 017, do vereador Colares (PTB), que pedia ao Executivo Municipal a aquisição de uma UTI Móvel, foi retirada de pauta a pedido do autor para mudanças.

No espaço do Pequeno Expediente, nenhum vereador foi à tribuna. Já no das Explicações Pessoais, foram até ela os vereadores Joel Alves dos Santos, o “Colares”; Luiz Carlos Pereira Theodoro, o “Buxa”; e Jacson Lauxen:

COLARES (PTB) – Falou da retirada de sua proposição, a 017, em que pede ao município a aquisição de uma UTI Móvel. E comunicou que nesta quarta-feira a BM local receberá uma PM.

BUXA (PT) – Falou da reunião que a Associação dos Moradores do Bairro Brasília realizou sobre segurança pública na semana passada e relatou alguns fatos que acontecem naquele bairro no tocante ao tráfico e consumo de drogas. E convidou a todos para o bingo que a AMBB realizará nesta sexta-feira (06), a partir das 19h30, no Centro Comunitário Padre José Soder.

LAUXEN (PDT) – O vereador pediu ao município que verifique o contrato firmado pelo município com duas empresas e uma entidade pois, segundo ele, estas não estariam cumprindo o que foi acordado quando receberam um terreno do município. As empresas são a Ecosul e a SHE e a entidade é a subseção da OAB local. Segundo o edil, a Ecosul estaria utilizando a área para a produção de pré-moldados e a SHE não estaria gerando empregos e retorno de tributos prometidos. E a OAB local não construiu sua sede no prazo acertado de 2 anos.

Nada mais havendo a tratar, após 20 minutos de sessão, o presidente deu a mesma por encerrada e convocou seus pares para a 27ª, a realizar no próximo dia 09.