Diálogo Espírita – VALOR À VIDA

Ao abordarmos as questões que giram em torno de pena de morte, aborto, suicídio e eutanásia verificamos o amor e a reencarnação agindo no sentido de equacionar os desvios perpetrados.

Se o amor tivesse prevalecido, nenhum deles aconteceria.

Entretanto, acontecendo algum destes fatos lamentáveis a reencarnação estabelece-se como porta aberta para o Espírito infrator ter a oportunidade de sua redenção.

Com isto, elimina-se um Deus implacável e não misericordioso, sempre dando novas oportunidades em novas existências.

Na vida atual estamos nos redimindo de eventuais equívocos do passado e preparando futuras reencarnações mais felizes, se assim agirmos no presente praticando o bem.

Sociedade Espírita Raios de Luz de Tapera