PASSO FUNDO – Centro de Apoio e Desenvolvimento do Negro empossa diretoria e vai lutar por igualdade social e étnica

O Centro de Apoio e Desenvolvimento do Negro – Ceadene, criado em dezembro do ano passado por um grupo de militantes do movimento negro, empossou, no último sábado (18), a sua diretoria. O presidente eleito Ipácio Carolino e a vice-presidente Apelonice Lima Fuchina vão conduzir os trabalhos com os demais membros da diretoria até 2022. A apresentação da diretoria foi realizada na Sociedade Recreativa Garotos da Batucada. O Ceadene tem como missão melhorar vidas por meio da educação, da igualdade social, étnica e pela valorização dos direitos humanos.

Em entrevista à Uirapuru, Ipácio disse que os desafios são muitos porque historicamente os negros enfrentam dificuldades na sociedade devido a cor da sua pele. Disse que há violação absurda de direitos em todos os lugares, então é preciso trabalhar muito para mudar esse quadro, buscar a equidade e a inserção do negro no mercado e nos espaços de formação educacional. Ipácio ressaltou que o Centro de Apoio vai promover debates com a sociedade, com os gestores públicos em todas as áreas sobre os acessos negados ou dificultados enquanto negros.

Conforme dados do IBGE, entre 15 e 20% da população de Passo Fundo é afrodescendente. O Ceadene também vai defender os imigrantes, que na cidade estão em um número expressivo de senegaleses, haitianos e outras etnias africanas.

Por enquanto, a sede do Centro de Apoio e Desenvolvimento do Negro funcionará junto a residência de um dos membros, na Cohab. Mais informações direto com o presidente Ipácio Carolino pelo 9 9185-4475.

Rádio Uirapuru