Botijão de gás mais caro

A Petrobras anunciou no início do mês que o valor do gás passou de R$ 25,33 para R$ 26,20. Em julho de 2018, o botijão custava R$ 23,10

No inicio deste mês, a Petrobras anunciou um reajuste de 3,4% no preço do gás. O valor passou de R$ 25,33% para R$ 26,20. No período de julho, no ano passado, o gás de cozinha para botijão de 13 quilos custava R$ 23,10. Segundo a Petrobras, a média nacional aqui informada considera os preços praticados nos diversos pontos de venda, que variam ao longo do território nacional, para mais ou para menos em relação à média, em até 5%. O preço é anterior à incidência de tributos.

Em Carazinho, o reajuste já foi sentido no preço final do botijão. Segundo a sócia-proprietária do “Yagoragás”, Vera Lucia Gomes, o botijão hoje está custando R$ 66,00. “É complicado, se aumentar mais do que isso não vende, é muito reajuste, foram três seguidos. Se acontecer novamente teremos que seguir, senão a gente não tem lucro”, relatou Vera, que informa também que as pessoas têm reclamado do preço.

Para o proprietário da revenda “Rodrigás”, Rodrigo Costa, estão aumentando o preço do botijão gradativamente após os reajustes. Segundo ele, a previsão é que aumente para R$ 63,00 na portaria e na entrega R$ 68,00. “Todo dia 5 de cada mês, tem o aumento do Estado, ajustam lá e temos que seguir, se não dá prejuízo”, avaliou Costa.

Os reajustes passaram a ser trimestrais a partir de janeiro de 2018. Além das cotações desses produtos, o cálculo também sofre a influência do câmbio nos doze meses anteriores ao reajuste trimestral. Em alguns Estados do Brasil, o botijão pode ser encontrado por até R$ 75,00. O último reajuste é o maior valor desde o fim de setembro de 2017, quando era comercializado a R$ 18,98.

Diário da Manhã