NÃO-ME-TOQUE – Mais interação e conforto na hora das compras

A pequena Sophia Eduarda Henn, 5 anos, não fala e nem consegue se locomover, em razão da deficiência gerada durante o parto, mas o sorriso está lá, estampado no rosto. Se comunica pelo olhar e é capaz de entender as pessoas que conversam com ela. No Supermercado Centro da Cotrijal, em Não-Me-Toque, é “paparicada” por colaboradores e clientes.

A menina que gosta de desenhar, brincar com os primos e de sorvete também parece se divertir por entre os corredores largos e diante da infinidade de embalagens coloridas dispostas nas prateleiras. Hoje o passeio por entre uma gôndola e outra é feito no ritmo dela em carrinho com assento projetado para crianças com deficiência. Uma sugestão da autônoma Ádane de Oliveira, 38 anos, aos gestores da área de Varejo para que a jornada de compras com a filha fosse mais tranquila e confortável.

“Ela adora passear. Como eu não podia mais usar o bebê conforto e na cadeira de rodas ela não ficava tão firme, sugeri modelo de carrinho adaptado que vi na internet. É o meu super do coração. A Cotrijal foi fantástica”, festeja Ádane. Quem também está sempre de um lado para o outro com menina é a tia Juliéri, 27. “Ela gosta muito desse contato com as pessoas”, diz.

“A gente fica feliz com o progresso e a realização da Sophia”, fala orgulhosa a professora de música e dança da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Não-Me-Toque (APAE) e cliente dos supermercados Cotrijal, Cássia Goettems, 28. “Ela é uma bênção para todos nós. Quando chega é uma festa”, comenta a atendente de caixa Vitória Raber, 18.

Acessibilidade
Em Não-Me-Toque, os supermercados da cooperativa (Sede e Centro) possuem carrinhos projetados para crianças com deficiência. Além de rampas de acesso e corrimões, corredores largos e sinalização de preços grandes, os estabelecimentos disponibilizam cadeiras de rodas para idosos ou pessoas com mobilidade reduzida.

Para a gerente de Supermercados, Ana Cristina Bocasanta, além de fidelizar o cliente, oferecer este tipo de serviço, demonstra o comprometimento da Cotrijal com as leis de acessibilidade e inclusão. “Sabe aquela viagem que você fez e tem vontade de fazer de novo? É essa mesma sensação que a cooperativa procura despertar em seus clientes. Fazer com que a experiência das compras seja a melhor possível para todos”, destaca.

A gerente adianta ainda que a demanda por carrinhos projetados para crianças com deficiência nos supermercados das demais unidades da Cotrijal está sendo atendida conforme a necessidade.

Rotina garantida
A professora aposentada Ilse Kohl, 75, que reside em Não-Me-Toque, não abre mão de fazer o próprio rancho no Super Sede. Para ela, é um evento divertido e que faz bem. Para ter mais agilidade e segurança “embarca” em uma das cadeiras de roda disponíveis na entrada e esquece até das dores nos joelhos.
Com a lista das compras em mãos, circula distribuindo sorrisos e desejando um “Bom Dia!” para conhecidos e desconhecidos. Não sai sem antes conferir as novidades no setor de Padaria e Confeitaria. “Me sinto em casa. É espaçoso e as rosquinhas de polvilho com queijo e os folhados são uma delícia. Só como o pãozinho daqui”, fala.

Texto e fotos: Jornalista Elisete Tonetto/Assessoria de Imprensa da Cotrijal