Diálogo Espírita – BENEFÍCIO DA HUMILDADE

Entrevista com Elaine Aldrovandi, de Tupã (SP).

Qual a principal motivação para escrever “A difícil arte de perdoar”?

(Elaine) Eu me formei em medicina há quase trinta anos. Durante todo esse tempo em que exerço a medicina noto que na raiz dos conflitos que geram enfermidades físicas e mentais está o acúmulo de ressentimentos e culpa.

Esses dois destruidores da alma só se mantém em nós pela dificuldade que temos para perdoar a nós mesmos e aos outros.

O que mais dificulta o perdão é o orgulho ferido.

Conforme nos relata a médica, o orgulho é o grande entrave para perdoar.

E a falta do perdão resulta em enfermidades da mente e do corpo físico.

Quem não quer ter um corpo saudável e uma mente em plena harmonia, melhorando seu relacionando com os familiares, amigos, colegas e todas as pessoas que cruzem seus caminhos?

Sendo o orgulho o grande responsável pela falta do perdão, necessitamos trabalhar o seu contrário que é a humildade.

A humildade não pressupõe covardia, fraqueza e incapacidade, porém, muita coragem, determinação, raciocínio, equilíbrio, segurança, sem querer ser superior aos outros.

Sociedade Espírita Raios de Luz de Tapera