SOLEDADE – Prefeito reúne a imprensa para explicar polêmica envolvendo ex-secretário de Obras

Em uma entrevista coletiva realizada na manhã desta quarta-feira, 11/07, o prefeito Paulo Cattaneo, explicou as mudanças no primeiro escalão da Administração Municipal de Soledade. Na quinta-feira 06/07, um vídeo circulou pelas redes sociais onde funcionários da Secretaria de Obras deixaram lenha na casa do então titular da pasta, Marco Gheller.

De acordo com Cattaneo, ao tomar conhecimento do fato na quinta-feira à noite, já no dia seguinte convocou uma reunião para que os envolvidos prestassem esclarecimentos. Além do prefeito, participaram a vice-prefeita Marilda Borges Corbelini, o secretário de Administração, Edson Portela, os procuradores do município, Giovani Spinelli e Lhais Orlandini, o presidente do legislativo Sérgio Rodrigues da Silva, os três funcionários envolvidos e o secretário Marco Gheller.

O prefeito comenta que durante a conversa, os funcionários relataram que agiram por iniciativa própria. “Eles não tinham meu consentimento, nem da vice-prefeita ou de qualquer secretário. Contaram que decidiram fazer uma limpeza dos galhos secos no parque de eventos e encontraram uma árvore de eucaliptos, que no entendimento deles, estava pondo em risco a rede elétrica e cortaram por conta própria”, relatou.

Respondendo perguntas da imprensa, Cattaneo disse que a saída de Marco é natural. “É normal ir e vir na carreira política. Marco Gheller pediu demissão. A pessoa que desempenha a função, tem suas atividades particulares, e suas decisões, não entrarei em mérito pessoal sobre dele”, declarou.

Quanto à nomeação de Cauzinho, José Carlos Hilário, como novo secretário de Obras, Paulo Cattaneo afirmou que cada vez mais a administração precisa de técnicos respondendo pelas Secretarias e que ele tem competência para assumir a pasta. “É um funcionário de 15 anos, concursado, chegou por méritos dele até aqui. Por isso acreditamos nele para atuar na Secretaria de Obras”, afirmou Cattaneo.

Segundo ele, o partido auxiliou na decisão de escolha por Cauzinho. “Foi uma decisão minha e do MDB, em conjunto”, confirmou. O prefeito afirmou que vários nomes estavam na mesa e, o de José Carlos Hilário se sobrepôs por ter uma história na prefeitura, e competência para desempenhar a função.

Em seu lugar, no Departamento Técnico, o Chefe do Executivo nomeou como diretor, o funcionário de carreira e Arquiteto, Giovani Bettio. O prefeito destacou a capacidade técnica e as qualificações de Giovani para a função. Giovani falou sobre a responsabilidade do setor que acompanha tanto obras públicas como privadas, além do Habite-se e fiscalização de obras. Bettio ingressou na vida pública em 2009, e em janeiro próximo completa dez anos dedicados ao Município.

Clic Soledade