Recursos do Plano Safra 2018/2019 estão disponíveis na Sicredi Integração Rota das Terras RS

O Plano Safra 2018/2019 lançado pelo Governo Federal, tem previsão de disponibilizar cerca de R$ 190 bilhões em recursos para atendimento do setor agropecuário no país, sendo mais de R$ 150 bilhões para custeio e R$ 40 bilhões para investimento. A projeção do Sistema Sicredi é liberar mais de R$ 16 bilhões em crédito rural para o novo ciclo, com a expectativa de gerar 214 mil operações. No fechamento consolidado nacional do ciclo Safra 2017/2018, o Sistema Sicredi liberou mais de R$ 11,6 bilhões em custeio e investimento, com resultado 16% superior a safra anterior, com a realização mais de 195 mil operações.

A agricultura familiar (que engloba o pequeno e médio produtor rural) e a agroindústria familiar seguem como o segmento mais atendido pelo Sicredi no Brasil. No Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, este segmento representou 92,3% das operações realizadas no ciclo 2017/2018, que se encerrou. Segundo o BNDES, o Sicredi é a 3ª instituição financeira na liberação de crédito rural e a 1ª no segmento da agricultura e agroindústria familiar no Brasil. O posicionamento do Sicredi foi construído – primeiro pela sua origem – e com os valores e o entendimento das necessidades da agricultura familiar e a proximidade com os associados.

A Sicredi Integração Rota das Terras RS, que abrange os municípios de Tapera, Ibirubá, Colorado, Selbach, Quinze de Novembro e Lagoa dos Três Cantos, irá disponibilizar mais de R$ 180 milhões para custeio e investimento, 25 % a mais que o ciclo anterior. Segundo o diretor executivo da instituição financeira cooperativa, Luiz Fernando Scartezini, os associados já podem procurar as agências do Sicredi e as assistências técnicas para o encaminhamento das operações. O diretor ressalta que grande parte dos recursos para financiar o agronegócio são oriundos dos valores captados em poupança. “Quem investe na poupança ganha com o seu rendimento e contribui com o desenvolvimento da sua comunidade e região”, disse.