CRUZ ALTA – Atendimento aos jovens é assunto da 1ª capacitação promovida por NAPDH/Unicruz e 9ª CRS

O Núcleo de Ação em Pró-Direitos Humanos (NAPDH) da Universidade de Cruz Alta e a Coordenadoria Regional de Saúde (9ª CRS) deram início, nesta terça-feira (02), às atividades do projeto “Cidadania infanto-juvenil numa visão à luz dos direitos humanos”. A ação conjunta entre as duas entidades tem como objetivo aperfeiçoar o atendimento psicossocial de diferentes grupos sociais. A primeira atividade neste sentido foi direcionada à atenção aos jovens em uma capacitação realizada na Unicruz/Centro. Gestores públicos, agentes sociais e profissionais das cidades de Cruz Alta e Boa Vista do Cadeado participaram da atividade.

Durante manhã e tarde, a programação compreendeu palestras sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), saúde, sexualidade e comportamento. A Promotora de Justiça Cível de Cruz Alta, Sonia Bonilla, foi uma das palestrantes do evento. Ela abordou as atribuições do Conselho Tutelar e a importância das políticas públicas na garantia da proteção dos jovens.

Fátima Tsukita, uma das representantes da 9ª CRS no evento, considera que deve haver mudança nas prioridades de investimentos aos jovens, principalmente aos adolescentes. “Não pensamos no lazer deles. O que estamos fazendo para a nossa juventude? Hoje é apenas um dos eventos dos 13 municípios que pertencem à Coordenadoria e vamos propor a instalação de iniciativas voltadas aos adolescentes.” – destacou.

Já a coordenadora do NAPDH e professora do curso de Direito da Unicruz, Angela Keitel, adiantou que as ações terão sequência ainda no primeiro semestre de 2013. “É o primeiro trabalho desenvolvido pelo Núcleo. Com certeza vamos desenvolver outros dentro de mais temáticas. Já fizemos reuniões com a professora Vaneza Peranzoni (docente do curso de Pedagogia da Instituição) a respeito do apoio às necessidades especiais, que também é um tema muito importante para discutirmos”.

Ao final da capacitação, os participantes ainda participaram da sistematização do evento, apontando as principais demandas a serem incorporadas em ações futuras.

(Assessoria de Imprensa – Unicruz)