Diálogo Espírita – EDUCAÇÃO INFANTIL

Estudos recentes realizados na Universidade de Montreal demonstram que quando a criança é estimulada pelos pais no desenvolvimento de tarefas possíveis para sua faixa etária, há uma melhora significativa na capacidade de resolver problemas, na memória e no pensamento, além da capacidade de planejamento e execução de atividades.

O estudo acompanhou 78 crianças e suas mães, visitando-as quando as crianças tinham 15 meses e, depois, ao completar três anos.

Na primeira visita os pesquisadores deram tarefas às genitoras, gravando o desenvolvimento para avaliar o tipo de suporte materno oferecido: se a mãe encorajava, se era flexível, se incentivava e respeitava o ritmo da criança, etc.

Ao completar três anos, as crianças receberam outra visita quando, por meio de jogos adaptados, os pesquisadores avaliaram os resultados e concluíram que as que tiveram pontuações mais altas tinham mães que ofereciam suporte consistente ao desenvolvimento de sua autonomia.

Em resumo, saindo da cultura negativista de proibir tudo, podar as capacidades infantis e desviando a criança para aquilo que não é benéfico, para algo mais útil e agradável dentro da faixa etária.

Sociedade Espírita Raios de Luz de Tapera