PASSO FUNDO – Ciclistas realizam protesto, após médico ser atropelado e morto

A terça-feira de Carnaval foi de consternação e tristeza em Passo Fundo. O médico Jonatas Conterno, de 37 anos, foi atropelado e morto nesta manhã, próximo do Santuário Nossa Senhora Aparecida, saída para Ernestina.

Jonatas estava pedalando sua bicicleta, como de costume, e fazia parte de um grupo de atletas que usa as rodovias para o esporte. Usando roupas especiais, bem sinalizado e com capacete, Jonatas foi atingido pelas costas por um carro dirigido por um condutor embriagado.

A prisão ocorreu minutos após ao fato, na rua Inspetor Serafin Lemos de Mello, no bairro Garden. O veículo ainda colidiu contra uma residência e destruiu portões e o muro da casa.

Testemunhas relataram que poucos metros do atropelamento, o acusado largou uma mulher, deu um cavalo de pau com o veículo e seguiu em direção ao Trevo da Caravela. Ele quase atingiu outra ciclista, mais a diante, até que entrou em direção ao bairro Nenê Graeff.

Policiais do Pelotão de Operações Especiais (POE) iniciaram as buscas imediatamente e cruzaram com ele no bairro. Após colidir o carro, foi detido e identificado como Manoel Fernandes, de 30 anos. Ele não tinha passagens pela polícia.

Na tarde de ontem (13) um grupo de ciclistas realizou protesto pelas ruas da cidade, cobrando mais segurança e consciência de todos que usam o trânsito. Um ciclista que é destaque entre os grupos, organiza vários passeios e anda de bicicleta há mais de 40 anos, o Sr. Valdemar Zanini, conhecido por Marcelinho, lembrou que fez vários passeios com o médico e revelou que todos os adeptos do esporte estão de luto.

Valdemar explicou que já passou por diversas situações de perigo, já caiu várias vezes e avaliou o comportamento do passo-fundense como de irresponsabilidade no trânsito e despreparado para conviver com os ciclistas. Para Valdemar somente através da consciência dos motoristas e ciclistas as duas categorias podem conviver em harmonia.

Rádio Uirapuru