NÃO-ME-TOQUE – Cotrijal contabiliza faturamento de R$ 1,7 bilhão


Até o dia 15 deste mês, 15 núcleos da Cotrijal serão contemplados com reuniões promovidas pela própria cooperativa. Na manhã de quarta-feira (7), foi a vez de Carazinho receber associados e a direção da instituição. O encontro aconteceu no auditório da unidade da Cotrijal, localizada no bairro Glória.

O presidente da cooperativa, Nei César Mânica, participou do evento. “Discutimos e apresentamos os números de nosso balanço de 2017, além de trazer informações, ouvir nosso quadro social e fazermos o planejamento para o ano”, relata.

Uma das principais razões das tradicionais reuniões de núcleo é apresentar os números da instituição referentes ao ano anterior. Conforme a Cotrijal, em 2017, a cooperativa teve um faturamento de R$ 1,7 bilhão. Com relação às sobras à disposição da assembleia, o valor é de R$ 7,9 bilhões.

Mânica avaliou os números da cooperativa. “Os resultados são muito positivos. Crescemos 15,6% no faturamento, mesmo num ano de dificuldades, com queda nos preços e baixa comercialização. As sobras de balanço são muito positivas. Os associados escolhem a destinação na reunião e essa proposta é encaminhada para a assembleia ratificar”, explica o presidente.

Ontem, a Cotrijal também realizou reuniões em Coqueiros do Sul e Almirante Tamandaré do Sul. “Para o cooperativismo acontecer, eventos como o de hoje são extremamente importantes. Neste encontro temos a direção, associados e familiares reunidos com o objetivo de prestar contas e reforçar conceitos do cooperativismo. Em Carazinho, o encontro foi bem prestigiado e importante”, comenta o vice-presidente da Cotrijal, Enio Schroeder. “Também comentamos de cargos que estão vencendo dentro do conselho administrativo e fiscal. Estamos próximos dos associados e o cooperativismo cada vez mais presente entre eles”, encerrou o vice-presidente.

Diário da Manhã