CARAZINHO – Avenida das Indústrias ganha trevo de acesso

Obras junto à BR 285 têm investimento de R$ 400 mil. Nesta mesma região de Carazinho, a empresa Bravo iniciou a construção de sua sede

Desde que a Prefeitura de Carazinho começou o projeto da Avenida das Indústrias (prolongamento da Rua Bernardo Paz até a BR 285), um dos trabalhos necessários era a melhoria do entroncamento da via com a rodovia federal.

A Secretaria municipal de Desenvolvimento solicitou uma licitação para a contratação de uma empresa que fizesse as obras necessárias no local. “Era preciso construir um trevo de acesso à Avenida das Indústrias. Ou seja, um acesso facilitado da rodovia para a Avenida e a saída da Avenida para a BR 285”, pontua Deninson Costa, titular da pasta.

O investimento da Secretaria de Desenvolvimento no local é de cerca de R$ 400 mil. “Esse é um dos maiores investimentos da Secretaria e agora a Avenida das Indústrias está regularizada. Fizemos o trevo de acesso, com pavimentação, e esse asfalto se prolonga por cerca de 300 metros no trecho da Avenida”, explica Costa.

A região já possui postes colocados nos locais onde ficarão os canteiros da Avenida. Os canteiros também estão sendo construídos. Nesta região da cidade está instalada a empresa Toniato. “A pavimentação feita neste trecho já vai facilitar o acesso à empresa. Nossa ideia é ir fazendo as melhorias conforme mais empresas forem se instalando junto à Avenida das Indústrias”, projeta o secretário.

Instalação da Bravo

Além da Toniato, Costa comemora o fato de que Bravo, empresa do ramo logístico do agronegócio que confirmou que se instalaria em Carazinho, já iniciou a construção de sua sede junto à Avenida das Indústrias.

A sede terá cerca de 10 mil m² de área construída. “Na virada do ano conseguimos a liberação da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) para a instalação da Bravo e agora ela já está montando sua sede, que terá cerca de 10 mil m². Vamos providenciar outro trecho de pavimentação na Avenida das Indústrias para melhorar o acesso à essa empresa”, ressalta o secretário municipal de Desenvolvimento.

De acordo com Costa, a Bravo tem como meta iniciar suas atividades em Carazinho no final de maio. “A empresa irá gerar cerca de 100 empregos diretos, sem contar os indiretos. A partir de 2020, a Bravo irá representar um retorno de ICMS de cerca de R$ 500 mil para os cofres públicos de Carazinho. O ‘grande gol’ da administração municipal em 2017 foi ter conseguido trazer essa empresa para cá. Isso não nos deixa na zona de conforto e iremos trabalho muito para fazer mais ‘gols’”, cita.

Uma reunião prevendo outro “gol” importante acontecerá na próxima semana. “Estarei reunido com o prefeito Milton Schmitz porque outra empresa da área logística tem intenção de se instalar em Carazinho. As coisas estão andando”, comemora Costa.

Distrito Iron Albuquerque
No mesmo dia em que a área da empresa Bravo foi liberada, técnicos da Fepam também vistoriaram o Distrito Industrial Iron Albuquerque. “Conseguimos dar andamento na licença do Distrito Iron na Fepam. Agora ele está desbloqueado judicialmente. Estamos aguardando a Fepam nos informar as condicionantes que precisamos cumprir para buscar a liberação efetiva e, assim, novas empresas poderem se instalar no Distrito Iron”, finaliza Costa.

Diário da Manhã