PASSO FUNDO – Mudanças repentinas de comportamento podem ser sinal que criança está sofrendo abusos, alerta assistente social

Na última semana, dois homens foram presos por estupro de vulnerável em Passo Fundo. Um deles, um idoso de 79 anos abusava sua sobrinha de 7 anos de idade. No outro caso, um homem de 34 anos acusado de estuprar uma menina durante três anos, os abusos iniciaram quando a criança tinha 9 anos. A vítima tratava-se da prima de sua mulher.

Os casos são um alerta para os pais, que devem ficar atentos aos sinais que as crianças apresentam.

A assistente social e secretária-adjunta da Secretaria de Cidadania e Assistência Social (Semcas), Elenir Chapuis, explica que na maioria dos casos os abusadores são familiares, mas não possuem um perfil específico. Muitos sofreram abusos quando criança e acabam reproduzindo na vida adulta, ou a violência pode estar associada ao consumo de alguma substância psicoativa. Por isso, é preciso ficar atento as pessoas próximas as crianças e observar quem convive muito com elas.

Destaca que o comportamento das vítimas revela os abusos, como mudanças repentinas de comportamento, crianças alegres se tornam introvertidas e algumas se tornam mais agitadas.

Em caso de suspeita de abusos pode-se procurar o Centro de Referência Especializado da Assistência Social (CREAS), onde é realizado o acolhimento e avaliada a situação para o acompanhamento e tratamento. A secretária-adjunta destaca que o principal objetivo é proteger a vítima. Denúncias podem ser feitas também para o disque 100 ou 190.

Rádio Uirapuru