SOLEDADE – Polícia já tem suspeitos de incêndio criminoso no bairro Farroupilha

Três indivíduos são apontados como suspeitos de ameaças, danos e incêndio que aconteceu no final da noite deste sábado (11).

A Polícia Civil de Soledade já trabalha na investigação de um incêndio ocorrido no final da noite deste sábado, 11/11. O sinistro foi registrado por volta das 22h30min na Rua Antoninho de Oliveira, no Bairro Farroupilha.

Encarado como de caráter criminoso, o incêndio seria o desfecho de um desentendimento que iniciou na manhã do dia anterior. Conforme o delegado Guilherme Pacífico, a família moradora da casa incendiada já havia sido vítima de ameaças e fez um registro de ocorrência na DP local. Já durante a tarde, a casa novamente foi alvo de ataque com pedras, o que gerou inclusive ferimentos em uma das vítimas, e novamente os motivou a procurar a polícia. No instante em que estavam sendo atendidos no Hospital de Soledade, receberam a informação de que a casa estava em chamas.

Pacífico confirma que a atuação da Polícia foi rápida, pois policiais militares estiveram no local e realizaram a detenção de um homem, e com base em depoimentos já identificou que três indivíduos estão envolvidos no caso. Os suspeitos já possuem antecedentes criminais e com envolvimento em tráfico de drogas. A motivação para toda a situação seria a suspeita de que a família teria feito denúncias à polícia sobre crimes cometidos no bairro.

Um inquérito será instaurado para apurar o incêndio criminoso e uma possível tentativa de homicídio. “Garanto que iremos dar todo o rigor para elucidar esse caso, pois estas situações não podem mais voltar a acontecer em nosso município. Vamos municiar o judiciário e o ministério público com as informações sobre o caso, mas o resultado prisão é o mais provável”, afirma o Delegado.

O indivíduo detido foi ouvido e em seguida liberado pela autoridade policial. No sinistro a residência foi totalmente consumida pelas chamas e a família composta por um casal, quatro filhos, de 4, 9, 11 e 13 anos, e um irmão da mulher, perdeu tudo, e agora busca auxílio da comunidade.

Clic Soledade