PASSO FUNDO – IV Semana do Conhecimento da UPF inicia debatendo a internacionalização

Programação inclui apresentação de trabalhos, sessão de pôsteres, oficinas, rodas de conversas, festival de cinema, além da Mostra de Iniciação Científica (MIC), da Mostra de Extensão (MEX), da Mostra de Trabalhos de Pós-Graduação e da 15ª Feira de Ciências.

Com o propósito de promover, possibilitar e ampliar espaços de formação e sensibilização para um olhar integralizado sobre as práticas desenvolvidas na Instituição, a Universidade de Passo Fundo (UPF) realiza até sexta-feira, 10 de novembro, a IV Semana do Conhecimento. A abertura oficial do evento foi realizada nessa segunda-feira, dia 6 de novembro, no Centro de Eventos da UPF, e contou com a presença da vice-reitora de Graduação Rosani Sgari, do vice-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação Leonardo José Gil Barcellos, do vice-reitor Administrativo Agenor Dias de Meira Junior, da coordenadora da Divisão de Pesquisa Luciana Graziotin Rossato Grando e do coordenador da Divisão de Extensão Márcio Tascheto.

A quarta edição da Semana do Conhecimento tem como tema Compartilhando e fortalecendo redes de saberes e conta com diversas atividades, como apresentação de trabalhos, sessão de pôsteres, oficinas, rodas de conversas, festival de cinema, Mostra de Iniciação Científica (MIC), Mostra de Extensão (MEX), Mostra de Trabalhos de Pós-Graduação, 15ª Feira de Ciências, entre outras, que ocorrerão em vários locais da UPF. Serão apresentados mais de mil trabalhos ao longo da semana que é, na opinião da coordenadora da divisão de pesquisa da UPF, a semana mais interessante do calendário acadêmico da Instituição. “É o momento de verdadeiramente celebrar o conhecimento que é gerado na nossa Universidade e são muitas as possibilidades para vivenciar o que uma universidade como a nossa tem de melhor. Nosso objetivo é sensibilizar e mostrar que todos os nossos espaços são cenários de aprendizagem”, destacou a professora Luciana.

Com intuito de aproximar as práticas de ensino, pesquisa e extensão, a Semana do Conhecimento vem, ao longo dos anos, consolidando-se como um espaço de diálogo e troca de saberes, o que tem se tornado perceptível a cada edição do evento. O coordenador da Divisão de Extensão, professor Márcio Tascheto, lembrou o processo de construção do evento que, segundo ele, fortalece cada vez mais o significado da Universidade. “É uma semana que foi sendo construída na perspectiva de integrar o conhecimento e superar essas barreiras, especialmente da segmentação. Apesar da importância de esses três segmentos – ensino, pesquisa e extensão – funcionarem separadamente, é fundamental que hoje nós possamos trabalhar uma perspectiva cada vez mais indissociável. A semana do conhecimento é uma metodologia para isso, uma experiência da Universidade, uma das grandes apostas para fortalecer cada vez mais o nosso projeto pedagógico”, disse.

Para o vice-reitor Administrativo, Agenor Dias de Meira Junior, são ações como essa, capazes de unir todos em um único objetivo, que fazem da UPF uma grande universidade. “Esse esforço e união das vice-reitorias é louvável e a forma como se está se tentando fazer isso nessa Semana do Conhecimento, unindo todos no mesmo espaço, fazendo as pessoas pensarem, é um passo importante nesse sentido. A nossa Instituição está aqui para formar pessoas e formar pensadores críticos que vão fazer a diferença na nossa sociedade e eu acredito que o caminho é esse”, ressaltou.

O vice-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação Leonardo José Gil Barcellos também lembrou o desafio que foi a construção da Semana do Conhecimento. “Muita gente foi tirada da sua zona de conforto, mas era justamente isso que nós queríamos. É uma alegria muito grande ver que é um evento consolidado. É uma semana em que a Universidade se movimenta, produz conhecimento fora das quatro paredes da sala de aula, em que a gente discute e interage. É uma satisfação muito grande ver esse movimento todo. Ao longo dessa semana, vamos ver essa Universidade pulsando, vamos trocar experiências, cada um na sua área, cada um no seu saber, para construirmos as redes”, completou.

Internacionalização
Tema da conferência da primeira noite, a internacionalização da Universidade foi mencionada pela professora Rosani Sgari, vice-reitora de Graduação. “Essa quarta Semana do Conhecimento traz na sua pauta um marco que é a internacionalização do conhecimento. Nós entendemos que colocar esse ponto na pauta desafia as universidades a desenvolver e a definir seu planejamento estratégico de internacionalização e isso exige a participação de todos. Estamos desejosos por essa internacionalização e também estamos abertos à construção de um ambiente internacional no cotidiano da nossa universidade”, finalizou.

Após a sessão de abertura, o público acompanhou um debate sobre a importância da internacionalização do conhecimento para a formação acadêmica. Participaram da conversa as professoras Patrícia Valério e Rosa Maria Locatelli Kalil, acompanhados dos professores Márcio Tascheto e Leonardo Barcellos, que falaram sobre o Plano Estratégico de Internacionalização da UPF.

Palestra de encerramento
Na sexta-feira, 10 de novembro, a partir das 19h20min, acontece a palestra de encerramento da IV Semana do Conhecimento, com a presença do jornalista André Trigueiro, editor-chefe do programa Cidades e Soluções. A atividade será realizada no Centro de Eventos da UPF e será aberta à comunidade. Não é necessário fazer inscrição prévia, porém, as vagas são limitadas. Durante a palestra, Trigueiro falará sobre o “Futuro sustentável”.

A programação completa da Semana do Conhecimento pode ser conferida no site www.upf.br/semanadoconhecimento.

Fotos: Camila Guedes
Assessoria de Imprensa Universidade de Passo Fundo