Diálogo Espírita – LUZ DA ALMA

Sócrates e seu discípulo Platão estabeleceram que o homem era o resultado do “ser” ou espírito imortal e do “não ser” ou sua matéria que, unidos, lhe facultavam o processo de evolução.

A matéria e o espírito sempre foram objeto de discussões e controvérsias.

O mundo material oferece ao homem elementos quase infinitos de investigação.

No mundo da matéria densa o intelecto encontra meios de desenvolver, através do estudo das leis físicas, que coordenam toda a fenomenologia do plano físico.

O intelecto gradativamente vai se aperfeiçoando pelas múltiplas reencarnações nas diversas áreas da ciência médica, mecânica, jurídica, engenharia, partindo das tarefas mais simples.

Nesta junção do espírito com o corpo físico, vai se desenvolvendo a moral, que é a Luz da Alma, num processo de muitas provas e experiências, para compreender cada vez mais a qualidade e o benefício do Bem.

Tanto o intelecto como a moral, exigem esforço de cada um, pois Deus deu todos os atributos para o Ser humano, todo o potencial, para desenvolver estas qualidades.

E séculos antes de Cristo, os filósofos Sócrates e Platão já passaram estas orientações para a Humanidade.

Cabe a cada um arregaçar as mangas e partir para a evolução intelecto-moral, como espíritos imortais que somos.

Sociedade Espírita Raios de Luz de Tapera