Trigo Mourisco: solução segura na proteção de solo com ganho em NPK

As vantagens que o trigo mourisco proporciona na correção, adubação e transformação do solo, corrigindo a acidez e oferecendo importante cobertura está atraindo a atenção dos produtores. Sabe-se que a planta possui um sistema radicular agressivo, de rápido desenvolvimento inicial, além da boa sanidade, não é hospedeira de pragas e produz boa relação C/N, responsável pela decomposição da palhada. Além de combater nematoides, recicla a terra pelo método orgânico com liberação de nutrientes e NPK, podendo fixar até 100 kg de N por ha.

Estes são alguns dos motivos que têm levado os produtores apostarem na cultivar para o período de entressafra das culturas de verão antecipando o plantio de inveno. Um deles é Urbano Osmar Cossul, de Linha Teotônia, Tapera/RS que possui no sitema familiar cerca de 100 ha e destes 12,5 ha foram reservados ao cultivo de milho. Logo após a colheita, nesta área foi implantado o trigo mourisco, cerca de 40 kg/ha de sementes no sistema de linhas e posteriormente haverá o plantio de trigo convencional. A semeadura do trigo mourisco se deu no final fevereiro e passados 25 dias a planta já atingiu cerca de 20 cm, entrando no estádio de floração. “È uma oportunidade de proteger a terra com ganho residual considerável”, ponderou. Urbano revelou ainda que no próximo plantio de verão será destinada área para o cultivo do trigo mourisco, ele tensiona fazer duas safras com a mesma cultivar, pois o ciclo é curto. O objetivo é comercial, visto que, além da produção de sementes, o trigo mourisco tem alto potencial como alimento nutricêutico, dietético e medicinal. A farinha originária do trigo mourisco não possui glúten sendo recomendada para pessoas com intolerância ou alergia a esta proteína. Os grãos, feno ou silagem do trigo mourisco podem ser usados na alimentação de animais, pois alcança o mesmo valor nutritivo de gramíneas.

Urbano Cossul adquiriu as sementes do trigo mourisco no Grupo Pozza, e recomenda a cultivar e a empresa. “O Grupo Pozza trabalha com muita aplicação para que o desenvolvimento da atividade agrícola ocorra de forma eficaz e ecológicamente correta, visando agregar renda ao produtor”, disse ele.

Paulo Santos – Jornalista