Diálogo Espírita – A FELICIDADE

Correr atrás da felicidade, buscar a felicidade, conquistar a felicidade, são propostas de todo o Ser humano, o que é lógico e natural.

Entretanto, nem todos sabem qual é a melhor forma de conseguir o seu objetivo.

Estamos num mundo material e facilmente nos enganamos na conquista, julgando o objetivo da felicidade por meio de aquisições materiais, qualificação em estudos e cursos, atingirem lideranças, o que não deixa de ser interessante e até mesmo necessário, mas isto não atinge o cerne da questão por sermos um Espírito e que as coisas materiais apenas nos trazem prazeres momentâneos, confundidos com felicidade, mas que não dura.

Por isso, vivemos presos ao imediatismo, ao desejo de felicidade já, mesmo sem saber se se faz jus a tal felicidade.

A verdadeira e duradoura felicidade se consegue eliminando os obstáculos que nos infelicitam, tais como a inveja, o orgulho, o egoísmo, o ódio, a mágoa, a prepotência, a angústia, a depressão e tantos outros malefícios do Espírito que nos atraem a dor, o sofrimento, dificuldade nos relacionamentos, gerando problemas inclusive nas atividades profissionais.

Aliada à eliminação dos obstáculos o caminho da felicidade passa pelos objetivos que abrem os caminhos, tais como a humildade, a paciência, o respeito, a dignidade, a prática do bem e similares que vão completando o quadro de bem-estar, tranquilidade, saúde e amor, alcançando o grau de merecimento.

(Sociedade Espírita Raios de Luz de Tapera)