Diálogo Espírita – A NOVA ERA

O ser humano do tempo novo vai enfrentar batalhas terríveis consigo mesmo porque o ego é muito forte, muito coeso, muito energético.

O egoísmo é a grande chaga que dificulta e impede o progresso moral das pessoas e sua eliminação é um desafio que não pode ser transferido para ninguém.

É preciso perseverar. Vamos cair muitas vezes, mas faz parte do processo de recuperação.

A fé nos coloca na estrada da luz, pois o surgimento do eu verdadeiro é um processo de iluminação.

Quando caímos, a esperança nos ajuda a levantar e neste processo os Espíritos de Luz nos recomendam a reforma íntima, que trata da eliminação gradativa das nossas inferioridades morais.

O que nos realmente espiritualiza é a prática da caridade, que é o contrário do egoísmo.

A humanidade está, pois, começando uma nova era, evoluindo da era do conhecimento para a era da sabedoria.

Criatura da nova era: biológico, psicológico, moral, social, espiritual, buscando a maturidade afetiva e racional.

Um ser que substitua a impulsividade egoística pela generosidade, porque não é mais dominado pelos instintos, pelos interesses materiais, não busca o poder para dominar, ter prestígio e enriquecer.

Um homem mais reflexivo que, gradativamente se transforme no homem justo, no homem de coração puro, que busque a sabedoria, alinhando a sua vida ao sentido geral das forças Divinas.

(Sociedade Espírita Raios de Luz de Tapera)