Embarque histórico no Porto de Rio Grande

A Marasca Comércio de Cereais, de Cruz Alta, despachou neste final de semana o maior carregamento de trigo de uma única empresa embarcadora da história do Porto de Rio Grande (RS). O destino é o Irã.

O carregamento de 75.465 toneladas foi transportado pelo navio M/V Areti, de bandeira liberiana. A atracação no terminal da Bianchini ocorreu na sexta-feira (02) e o embarque ocorreu durante todo o final de semana.

Para a direção da Marasca Cereais, que acompanhou de perto o embarque, poder exportar esta quantidade em um navio de grande porte é algo muito significativo. “Isso é um marco para a história: o maior navio que chegou ao Porto do Rio Grande, e podermos exportar exclusivamente nossos produtos é algo muito gratificante”, disse o diretor Vitor Bento Marasca.

É a primeira vez que a Marasca negocia grãos com o Irã. O carregamento ajuda a aliviar os armazéns da cerealista, que durante dezembro e janeiro chegou a ter mais de 250 mil toneladas do grão estocadas – hoje a situação está normalizada e a empresa tem entre 70 mil e 80 mil toneladas armazenadas.

NAVIO – A embarcação tem 229,98 metros de comprimento e 43 metros de largura. São 11 metros de largura a mais do que os navios do tipo Panamax, que transportam, em média, 60 mil toneladas por viagem.

Superintendente do Porto de Rio Grande, Dirceu Lopes destaca o atual calado do cais, que com 18 metros (47 pés) é o maior entre os portos do Conesul.